Instituto Gutenberg

Contrapauta


Saúde e receita - The New York Times, o mais influente diário do mundo, anuncia que a partir de 1º. de maio deixará de publicar anúncios de cigarro. A justificativa é que o jornal não quer expor seus leitores a produtos nocivos. É uma medida de boa repercussão no universo politicamente correto, mas tomada com o aval do caixa: a propaganda de cigarros em jornais, nos Estados Unidos, está caindo. De US$ 21 milhões em 1994, baixou para US$ 11,3 milhões em 1998. A indústria do tabaco prefere anunciar em revistas (US$ 324,5 milhões).

Notícia proibida - Primeiro foi o governador Anthony Garotinho, do Rio de Janeiro, processado sob a acusação de utilizar o Diário Oficial para fazer propaganda de seu governo. Agora, o do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra, foi condenado pela juíza Nara Leonor Castro Garcia, da lª. Vara da Fazenda Pública, a devolver ao Tesouro uma quantia ser calculada pela inserção no Diário Oficial gaúcho de um encarte com notícias sobre a administração pública. A questão é, se esses encartes podem ser transformados em propaganda, terminam por divulgar atos administrativos que a imprensa comercial ignora ou só divulga na forma de anúncios muito bem pagos.

Filhotes - A maioria dos grandes grupos editoriais do país tem ou está lançando um segundo jornal. A Folha, que mantém Notícias Populares, extinguiu a Folha da Tarde e lançou o Agora. O Globo fez o Extra. O Estadão já tem o Jornal da Tarde. O Diário Popular vai lançar um jornal de economia e negócios. Zero Hora e O Liberal, líderes no Sul e no Norte, e ainda A Gazeta, do Espírito Santo, também preparam um segundo diário.


©Instituto Gutenberg
Boletim Nº 31 Série eletrônica
Março-Abril de 2000

  Índice

igutenberg@igutenberg.org


Jornal dos Jornais
Textos da coluna do Instituto Gutenberg na revista Jornal dos Jornais - nº 13 - Abril de 2000