Instituto Gutenberg

Documento

Regras de ouro


Criamos uma seção, para divulgar documentos de interesse do jornalismo. O primeiro traz trechos do Código de Conduta da Comissão de Reclamações contra a Imprensa do Reino Unido. Criado em 1991, o conselho é um órgão de auto-regulamentação de revistas e jornais:

o Jornais e revistas devem tomar cuidado para não publicar material incorreto, tendencioso ou distorcido. Sempre que uma incorreção importante ou declaração tendenciosa ou distorcida for publicada, deve-se publicar uma correção imediatamente e com o mesmo destaque.
o Um pedido de desculpas deve ser publicado sempre que necessário. o Jornais e revistas devem sempre noticiar de maneira equilibrada e correta o resultado de qualquer ação de difamação que tenha sido movida contra eles.
o Direito de resposta justo deve ser assegurado a pessoas ou instituições sempre que houver um pedido justificável.
o A imprensa, ainda que tenha a liberdade de tomar partido, deve fazer distinção clara entre comentário, suposição e fato.
o Investigação e invasão da vida particular de pessoas não são normalmente aceitáveis, incluindo o uso de teleobjetivas para fotografá-las em áreas particulares sem sua permissão. Essa prática e a publicação desse material somente pode ser feita quando for no interesse público. Nota - Áreas particulares são definidas como a) residências, jardins e anexos, exceto estacionamentos e áreas externas que são naturalmente visíveis para os transeuntes; b) quartos de hotel (mas não as áreas comuns de um hotel); e c) áreas de hospital ou casa de saúde onde os pacientes recebem tratamento e internação.
o Jornalistas normalmente não devem procurar ou obter informações ou imagens através de subterfúgios ou falsa identidade.
o A não ser que contrarie o direito do público de saber, jornalistas não devem identificar parentes ou amigos de pessoas acusadas ou culpadas de crimes.
o Jornalistas não devem comprar ou vender, ainda que por intermédio de agentes ou representantes, ações ou investimentos de risco sobre os quais tenham escrito recentemente ou pretendam escrever no futuro próximo.
o Jornalistas normalmente não devem entrevistar e fotografar crianças menores de 16 anos sobre assuntos envolvendo a vida pessoal da criança, na ausência ou sem a permissão de um dos pais ou de um outro adulto responsável por ela.
o A palavra "incesto" deve ser evitada quando a criança vitimada puder ser identificada. O abuso deve ser descrito como "sério abuso contra crianças" ou expressões similares.
o A responsabilidade de assegurar que essas normas sejam seguidas é dos editores.


©Instituto Gutenberg
Boletim Nº 30 Série eletrônica
Janeiro-Fevereiro, 2000

  Índice

igutenberg@igutenberg.org


Jornal dos Jornais
Textos da coluna do Instituto Gutenberg na revista Jornal dos Jornais - nº 10 - Janeiro de 2000