Instituto Gutenberg
logojj.gif - 14,47 K

História

Direto na fonte


Quando assumiu o Ministério do Planejamento, no governo do marechal Castelo Branco, em 1964, o economista Roberto Campos enfrentou a hostilidade de setores da imprensa que resistiam ao progressivo estabelecimento da ditadura militar. Na Tribuna da Imprensa, Hélio Fernandes chamava Campos de "entreguista" - pecha que vinha da época em que ele fora embaixador em Washington, ainda no governo de João Goulart, e pespegou-lhe o apelido definitivo: Bob Fields. Sabendo para onde voa o vento, antes de instalar o novo ministério Campos criou a Assessoria de Imprensa - dando início a um modelo de aliciamento de jornalistas que se estenderia por todo o regime militar. A história está bem contada pelo repórter Aylê-Selassiê Filgueiras Quintão em O Jornalismo Econômico no Brasil depois de 1964. À assessoria coube conquistar, "a todo custo", segundo Aylê- Selassiê, espaços na imprensa para divulgação da nova política econômica. Cerca de 100 jornalistas entraram na folha de pagamento do governo, alguns atuando nas repartições públicas, outros labutando diretamente na redação, "divulgando material simpático à política econômica do Governo e às idéias de Campos". Entre os contratados estava Reinaldo Rocha, da dupla "Irmãos Rocha, que até então combatia o ministro na imprensa do Rio. Todos eram lotados no Instituto de Pesquisas Econômicas e Estudos Aplicados (Ipea) e orientados pelo ex-assessor de Campos em Washington, Naum Sirotsky.

A assessoria também criou, na TV Tupi, com patrocínio da Chrysler, o programa "O assunto é política", que de política nada tinha, pois o debate sobre a administração do país começava a ser soterrado pelas perseguições, cassações e os atos institucionais. Apresentado por Heron Domingues, lendário locutor do Repórter Esso, o programa tornou-se o de maior audiência na época. Cinco jornalistas eram convidados para fazer as entrevistas, mas, segundo Aylê-Selassiê, "quando ocorre a presença de alguém vinculado à área política, o Ministério do Planejamento encarrega-se de indicar uma ou duas pessoas da área econômica para debater com o convidado."


©Instituto Gutenberg
Boletim Nº 29 Série eletrônica
Novembro-Dezembro, 1999

  Índice

igutenberg@igutenberg.org


Jornal dos Jornais
Textos da coluna do Instituto Gutenberg na revista Jornal dos Jornais - nº 8 - Dezembro de 1999